Artigos

Educação Ambiental e Sustentabilidade – Uma Introdução ao Modelo de Gestão Sustentável

imagem_curso_rede_colaboracao

A Educação Ambiental e a Gestão para Sustentabilidade são movimentos integrados às novas tendências da modernidade, cumprindo um papel importante como possibilidade de aquisição de saberes, valores, comportamentos e práticas que têm como mola mestra a inclusão da humanidade e o engajamento da sociedade na conservação, recuperação, melhoria do meio ambiente e comprometimento com a qualidade de vida na empresa e fora dela.

Diante dos graves problemas socioambientais atuais, é fundamental que no mundo corporativo sejam criados espaços de reflexão, visando a sensibilização, ao desenvolvimento do senso crítico e à prática de ações que possam contribuir para a criação de uma nova mentalidade com relação a importância da preservação dos recursos naturais para as gerações futuras.

A Educação Ambiental na empresa cumpre um papel crucial como possibilidade de diminuir os impactos socioambientais de suas externalidades, criando condições teórico-práticas para a capacitação de profissionais no sentido de conduzi-los a ações conscientes, que ultrapassem as velhas práticas de recuperação dos danos ambientais, dando ênfase à saúde, à qualidade de vida e à mitigação constante dos impactos dos processos produtivos.

O conceito, o surgimento e a legitimidade da educação

A Educação Ambiental (EA) é, hoje, uma das temáticas mais desafiadoras e abrangentes dos atuais sistemas educacionais, não só no âmbito nacional como no mundial, tendo em vista sua importância diante das problemáticas ambientais em diversas escalas. As dramáticas situações em que vivem mais de dois bilhões de seres humanos, em face do acelerado processo de aquecimento global por gases de efeito estufa ou a contaminação indiscriminada de lençóis de água doce e dos oceanos, exigem da humanidade uma nova postura em relação ao seu modo de ser, ver, viver, relacionar-se com o ambiente do qual faz parte, para que assim se viabilizem as condições de vida das presentes e futuras gerações.

O modelo de sociedade contribuiu para a construção de modelos educativos fortemente fundados no axioma positivista do crescimento econômico onde, desde as escolas infantis até as universidades, sobretudo nos países mais ricos, e posteriormente nos chamados “subdesenvolvidos”, foram constituídos e postulados métodos educativos voltados à construção de cidadãos e trabalhadores que alimentassem o modelo de capitalismo industrial e financeiro instaurado, rumo a um desenvolvimento econômico e material sem limites em um planeta finito.

A esse modelo homogeneizador e focado na reprodução ilimitada do capital e de bens materiais, com caráter fortemente econômico, inúmeros autores atribuíram o nome de globalização econômica.

A educação, portanto, não ficou imune a tal movimento; antes, tornou-se uma das principais ferramentas voltadas à doutrinação de nações em todo o mundo e à formação de consumidores, mais do que cidadãos.

A educação tecnicista ou “bancária”, de acordo com Paulo Freire, foi construída de forma a desenvolver no indivíduo uma visão fortemente fragmentada do mundo e da sociedade, dirigindo-o para a construção de uma consciência coletiva em que o modelo socioeconômico adotado não possuísse graves falhas ou fissuras, e que eventuais mazelas sociais e até mesmo ambientais fossem frutos de eventuais dessincronias com o sistema, a serem tratadas com políticas isoladas e ações pontuais, enfim, um mero acidente de percurso, incluindo-se a fome.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinby feather
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinby feather

1 Comentário

  1. O êxodo rural está mais presente que nunca em nossas vidas, a família rural saiu do campo e isso é fato em todo o desde o engano da revolução industrial, quando foram prometidos falsos benefícios de ter um emprego e viver na cidade.

    Hoje nosso grande desafio – e objetivo – é combater o êxodo rural e trazer de volta as famílias para o campo de maneira digna, por meios de incentivo à produção rural, formando assim um maior número de agricultores familiares. O único problema é que o homem, depois de experimentar a vida na cidade, não quer mais ter como sua única amiga a enxada. É aí que nós entramos.
    Com acesso à informação, o novo agricultor familiar tem os mesmos benefícios dos grandes latifundiários, ou seja, a tecnologia e o conhecimento andam ao seu lado, e não somente a enxada e o financiamento do plantio, colocando em risco suas terras ano após ano, colheita após colheita.

    Com visão diferenciada, o fazendeiro Rogerio Festa, da FAZENDA PROAGRO ( http://fazendaproagro.com.br ) acredita que o agricultor familiar moderno não precisa mais da enxada como parceira, mas sim de um engenheiro agrônomo, um economista, um administrador, enfim, profissionais que juntos possam extrair o máximo da terra com o melhor custo benefício, maiores rendimentos de maneira orgânica e consciente. É isso que a FAZENDA PROAGRO oferece.

    “Somos a geração saúde e podemos fazer a diferença trazendo o homem de volta ao campo de maneira digna e moderna, desta vez com acesso à internet, um mundo de informações e apoio da tecnologia e estudiosos do ramo, garantindo um cultivo seguro, protegido com agricultura orgânica e sintropia da natureza.”, disse Rogerio Festa.

    Na cidade de Almería, na Espanha, tudo é cultivado em estufas, e de lá vem todo nosso suporte técnico para trazer ao Brasil o melhor do agronegócio em cultivo protegido do planeta.

    A Fazenda Proagro é o mundo dos agronegócios para o pequeno agricultor, hoje somos 531 famílias no campo, amanhã seremos 5 milhões.
    O mundo dos agronegócios ao alcance de todos.
    Fazenda Proagro, dividir para somar resultados!

Deixe uma resposta

O ISIE

O Instituto de Sustentabilidade, Inovação e Ensino (isie) nasceu em 2008, questionador dos procedimentos de ensino e aprendizagem tradicionais. Localizado em São Paulo, Campinas, ministra cursos de pós-graduação e aperfeiçoamento, além de projetos de pesquisas e consultorias.
Saiba mais


Compartilhe

Onde estamos

ISIE Administrativo
Rua Aurílio de Souza, 172 - Hipica
13092-634 Campinas – SP – Brasil
Telefones: (19) 4107-0607
isie@isie.eco.br